Carlos Rios

Branding como estratégia de marca

O conceito que irá ver neste post não é algo tão recente, desde muitos anos atrás que já se praticam o Branding como estratégia. Porém, nos dias atuais começaram a ganhar mais destaque, devido as diversidades de produtos ofertados. Com isso as empresas estão focando mais recursos em criar experiências wow ( Fantásticas ) como estratégias para fixar a marca na cabeça de seus consumidores.

E antes de começar a pensar em Branding vamos entender o conceitos de sua origem.

A palavra que não possui tradução em português, mas que pode ser definida como gestão da marca, ou ato de administrar a imagem, que  provém do verbo em inglês ‘to brand’ que significa marcar. Originou se do hábito de marcar bois, cabras, cavalos e ovelhas. Referências a este hábito foram encontradas em imagens de bois ‘marcados’ com hieróglifos em 3000 a.C. Em 1346 (durante a Guerra dos Cem Anos), os cavalos ingleses eram identificados com uma marca imperial, depois conhecida como a marca do rei.

Nos Estados Unidos, esta prática foi inspirada por interesses comerciais e as marcas eram registradas no Livro de Marcas do Estado. Regras foram desenvolvidas a fim de especificar como e onde os animais deveriam ser marcados e como as marcas seriam descritas verbalmente (Mollerup, 1997).

O processo de branding vem da evolução do marketing e dos programas de identidade corporativos, onde o marketing determinam as ações e o gerenciamento das marcas, baseado em pesquisas racionais. Já o branding é muito mais que planejamento estratégico da marca, ele está ligado diretamente à relação de afetividade da marca tem com seu consumidor.

É a ampliação da importância da marca como elemento diferenciador em um mercado, que refletirá em uma identidade personalizada para uma empresa ou produto a partir de vários processos. Eu gosto do conceito que o Marketing é a veia do negócio e o Branding é o sangue que nela percorre, pois o marketing cria o conteúdo e gerencia as emoções que a marca deve ter.

Emoções, essa é a palavra que define a estratégia da sua marca e como, tudo na vida precisamos de um planejamento e análise, no Branding não seria diferente, pelo contrário, eu diria que precisará de muitos esforços e planejar o encantamento que sua marca precisa fazer com o consumidor.

Para isso listo abaixo 3 pontos importantes que não poderá deixar de compor suas estratégias de branding.

Entenda quais os problemas que o seu produto resolve na vida das pessoas, qual a percepção que as pessoas têm que as motivaram a comprar de você e não do concorrente, quais os meios de comunicação que leva a melhor mensagem ao seu cliente.

O Branding para fortalecer a sua marca

  • O primeiro passo a dar ao construir a sua marca é definir internamente qual o objetivo da sua empresa, algo que se sustente, que seja realidade de seu negócio e que possa ser disseminada aos seus clientes. Faça seus colaboradores viverem os propósitos da empresa.
  • O segundo será utilizar a estratégia de transparência nas suas ofertas. Não tente vender o que você não é, ou que tem, a sua proposta tem que ser verdadeira.
  • E o terceiro passo é fazer a comunicação explorando os diferenciais acima. Já que os produtos estão ficando cada vez mais parecidos, a marca torna-se um diferencial decisivo, conferindo a ela um conjunto de valores que o diferencia dos seus concorrentes. Lembre-se, dos valores que o seu cliente deve perceber por ser seu cliente, encante-0 em todos os momentos de contato com sua marca.

Com esses 3 simples passos podemos fazer o cliente não mais ter a visão de preço mas sim do valor que ele tem.

Busque entender o que é posicionamento de marca e branding voice da sua marca.

A autenticidade, transparência e estilo de vida na comunicação fará toda diferença quando o seu cliente ter contato com sua marca ou empresa. Exemplo de bom posicionamento de marca é dos relógios Swatch, que está relacionado à moda, inovação, irreverência e ao estilo de vida. Em todas as suas estratégias de campanhas eles passam o conceito de diferencial ao usar seus produtos, “Sua vida nunca mais será a mesma”.

A estratégias para associar a sua marca na mente das pessoas deverá seguir 2 concepções, sendo:

Atributos: relacionados a desempenho do produto, preço, embalagem, características do consumidor e situações de uso. Está intimamente relacionado à decisão de compra no ponto de venda.

Benefícios: estão relacionados aos elementos intrínsecos dos produtos e aos estímulos de sensações de prazer que eles proporcionam, sua posição social e a alimentação da autoestima.

E para finalizarmos deixo lhe uma frase de Wally Ollins que trás o conceito de Branding .

 “Branding: persuadir os de fora a comprar e persuadir os de dentro a acreditar

E por hoje é só, espero que este post tenha sido útil para você, se precisar de algo que possa ajudar, conte comigo.

Deixe abaixo o seu comentário com dicas, sugestões ou dúvidas.

#tevejolanafrente

Abraço Carlos Rios.

Carlos Rios

Carlos Rios é gerente de contas na empresa Donuz, formado em Administração de Empresas é pós graduado em Marketing Digital.

Sua paixão por Branding começou quando percebeu que no mercado muitas empresas desconhecem do poder que o processo tem de influenciar decisões. Com isso, decidiu contribuir escrevendo suas experiências vividas no dia a dia.

Adicionar Comentários

Baixe Grátis!

Socialize!

Acompanhe nossos temas abordados também pelas redes sociais!

Baixe Grátis!

Socialize!

Acompanhe nossos temas abordados também pelas redes sociais!